Motorista de carreta que derrubou passarela no RJ

28 de janeiro de 2014

Fonte G1
O motorista da carreta que derrubou uma passarela na Linha Amarela, no Rio, nesta terça-feira (28), disse no hospital que se lembra do acidente. Luis Fernando Costa, de 30 anos, falou com o produtor Mahomed Saigg, da TV Globo, no Hospital Lourenço Jorge. Quatro pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas, segundo os bombeiros.O veículo derrubou uma passarela e fechou a via expressa em ambos os sentidos na manhã desta terça. A colisão ocorreu na altura de Pilares, no Subúrbio, entre 9h e 9h30, segundo funcionários da concessionária. Ainda de acordo com a Lamsa, concessionária que administra a via, o veículo, maior que 4,5 metros, limite de altura naquele trecho, arrastou a passarela de metal e a derrubou sobre carros, que foram esmagados. Segundo testemunhas, a caçamba da carreta estava aberta no momento da colisão. De acordo com o Corpo de Bombeiros, homens do quartel do Méier foram os primeiros a chegar ao local. Um helicóptero da corporação também está envolvido no resgate.
A corporação identificou os mortos no acidente como Adriano Fontes de Oliveira, 26 anos, Célia Maria, 64, Renato Soares, 62 anos e Alexandre Almeida, que ainda não teve a idade divulgada. Célia e Adriano estavam atravessando a passarela que liga duas comunidades às margens da via expressa, no momento do impacto.Os feridos são Glaucia Andrade, 56 anos; Jairo Z., 44 anos; Luiz Carlos Guimarães, 60 anos; e Liliane de Souza Rangel, 33 anos, além do motorista da carreta, identificado como Luis Fernando da Costa. Ele foi levado para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. O estado de saúde dele é bom.
Os demais feridos foram levados para os hospitais Federal de Bonsucesso, Salgado Filho, no Méier; Alberto Torres, em São Gonçalo; e Miguel Couto, no Leblon. A vítima internada no Salgado Filho foi identificada como Luis Carlos Guimarães. Ele estava no banco traseiro do Palio esmagado e teve traumatismo craniano.
 Os motoristas devem preferir o Alto da Boa Vista e a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, que tinham boas condições em ambos os sentidos. A Avenida Brasil e a Linha Vermelha também são opções. Não há previsão para liberação da Linha Amarela. 
Carreta não poderia trafegar no local
De acordo com a Prefeitura do Rio, no horário em que aconteceu o acidente, não é permitido o tráfego de caminhões e carretas na via expressa.“A gente ainda não sabe as razões, em geral, esse caminhão tem altura tranquila para passar, parece que a caçamba estava levantada, mas trafegar nesse horário é proibido. Estamos levantando isso, para apurar as razões dessa tragédia”, afirmou o prefeito Eduardo Paes, que acompanha a situação do acidente no Centro de Operações Rio.

arte passarela linha amarela acidente carreta caçamba 14h50 (Foto: Editoria de Arte / G1)

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

  © Ourblogtemplates

Back to TOP