Geração do exibicionismo

12 de dezembro de 2011

Autor Renan Alves

Sem dúvida o advento da internet trouxe ao ser humano uma praticidade incomparável. Por meio dessa ferramenta de comunicação, é possível efetuar compras; conversar via chat ou e-mail com pessoas que residem do outro lado do planeta; acompanhar as notícias mundiais; desfrutar dos inúmeros entretenimentos e infinitas possibilidades que são oferecidas por essa mídia.
No entanto, muitos jovens usam a internet a fim de divulgar sua vida pessoal, por meio de fotos, vídeos e mensagens. E as redes sociais são o principal veículo de postagem dessas atualizações. Até então nada de novo, exceto pelo fato de que boa parte da juventude vem propalando imagens e vídeos expondo seus corpos nus.
Isso se deve ao fato de que é cada vez mais comum a exposição de artistas e participantes de realities Show protagonizando cenas quentes em horário impróprio para menores. Essa exposição tornou-se uma porta para que se possa adquirir uma certa notoriedade, mesmo que sejam somente “15 minutos de fama”. Desse modo, isso é um fator que influência os jovens que buscam popularidade na rede.

Imagem Google - Narciso

Infelizmente o adolescente moderno não busca mais uma identidade e sim uma identificação. É preciso se identificar-se com o que se vê na TV. O ser humano atual detém uma prisão: a imagem. O tormento dessa nova geração não é o fogo do inferno e sim a balança e o espelho. Para corroborar tal fato, toma-se exemplo os índices de cirurgia plástica no Brasil. Esses procedimentos aumentaram freneticamente entre pessoas de 15 a 25 anos de idade. Outro dado que pode ser levado em consideração é o ranking que o Brasil lidera como o povo que mais consomem cosméticos.
O mundo atualmente nos força a ter relações superficiais ou pouco duradouras, seja na escola, no trabalho ou até mesmo na própria casa, pois a descontinuidade de durabilidade ou sentido nas relações ocorrem porque os sentimentos são muitos superficiais. E as redes sociais influenciam nisso, já que em um dado momento ama-se alguém e em outro odeia-se. Tudo rege-se na base do interesse e da exposição. Não há mais limite entre o público e o privado. Isso é resultado da cultura narcisista que rodeia a juventude atual.
A internet pode gerar um afastamento das pessoas que mais gostamos, e muitas vezes restam poucos amigos de verdade. E essa exposição muitas vezes pode gerar bulling, já que os internautas muitas vezes esquecem-se das dimensões que uma foto ou vídeo pode tomar. É preciso compreender o limite entre o público e o privado, senão as conseqüências podem ser grandes.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

  © Ourblogtemplates

Back to TOP