Pai é preso durante velório de menina de 4 anos que morreu sufocada em SP

7 de dezembro de 2015

Fonte G1
O pai da menina Sophia, de apenas 4 anos, foi preso durante o velório da criança nesta sexta-feira 04/12/2015 em São Paulo, segundo informação da Bandeirantes. Ricardo Krause Esteves Najjar, 23, foi preso temporariamente por conta de contradições em seu depoimento com relação à morte da criança, na última quarta-feira. A menina morreu asfixiada no apartamento do pai, no bairro da Saúde. Ricardo disse à policia que estava tomando banho e quando saiu encontrou Sofia na sala, desacordada, com um saco na cabeça.
O corpo da criança passou por exames para saber se ela tinha resíduos de pele embaixo da unha, que é um sinal de luta, e também por exames toxicológicos e sexológico. Foram encontrados pelos de homem adulto na genitália da criança, assim como restos de papel higiênico.
Ricardo e a mãe de Sophia são separados. Na quarta, ele buscou a menina para passar alguns dias com ele. Testemunhas contaram que o casal brigou porque a mãe não queria entregar Sophia, já que não era o dia dela ficar com o pai.
Em depoimento, Ricardo caiu em contradição. Também não soube explicar por que limpou o local e o corpo da criança, que estavam sujos de fezes e sangue. A namorada dele também está sendo investigada, pois teria ajudado a arrumar a cena da morte.
A família de de Ricardo era rompida com o rapaz, mas segundo a Band todos disseram que o pai tinha um bom relacionamento com a filha, com quem era carinhoso. Ele costumava postar vídeos e fotos deles brincando com a menina nas redes sociais.
Ligia Kissajikian Cãncio, 23 anos, mãe da menina Sophia, de apenas 4 anos, morta asfixiada pelo pai no último dia 2, disse em entrevista ao Fantástico, exibida no domingo (27), que o seu luto irá perdurar por toda a vida. "A minha dor é inimaginável, imensurável e infinita. Eu estou de luto e esse luto vai perdurar por toda a minha vida, porque eu não terei a minha filha de volta", lamentou Ligia.
 
A versão de Ricardo, no entanto, foi questionada por Ligia. "O laudo pericial é claro. Ele [Ricardo] deu um tapa na orelha dela e o tímpano de Sophia estourou. Com a mão, ele tapou a boca e o nariz dela provavelmente porque ela estava chorando. Ela vomitou, aspirou o vômito e morreu por asfixia mecânica", descreveu em entrevista ao Fantástico.
O dia da morte
"Naquele dia eu levei Sophia de manhã ela para a escola. Eu me lembro que me despedi dela na porta, ela me abraçou e me beijou. Ela era uma criança muito alegre", contou a mãe. Segundo Ligia, ao retornar para buscar a filha, foi informada pelo segurança da escola que a criança já havia sido levada pelo pai.
Ricardo, então, teria pedido a Ligia para passar um tempo com a filha e foi autorizado pela mãe da criança. Por volta das 20h, Ligia ligou para Ricardo e perguntou o que estava acontecendo. A namorada de Ricardo disse a Ligia que Sophia, brincando, enfiou um saco na cabeça e se asfixiou.
Ligia foi até o apartamento de Ricardo e encontrou a filha caída no chão. No velório, ela disse ter estranhado o comportamento do pai da sua filha. "Ele olhou ela [Sophia] por um momento apenas e saiu; várias pessoas me contaram que ele estava bem descontraído do lado de fora", contou Ligia.


Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

  © Ourblogtemplates

Back to TOP